Ajuda humanitária chega a Ghouta sem maioria do material médico

Fonte: Público | Foto: REUTERS/OMAR SANADIKI

Chegou ao enclave de Ghouta Ocidental o primeiro comboio humanitário desde Fevereiro e desde o início da intensa ofensiva por parte das tropas do regime síriona região ainda sob controlo da oposição armada, localizada nos arredores de Damasco. Composto por 46 camiões, ficou, no entanto, sem a maioria dos suprimentos médicos.

A Reuters dá ainda conta de que o Governo de Damasco retirou a maioria dos materiais médicos dos camiões da ONU, como insulina e kits de diálise, tratamento de feridos e cirurgia. Za’tari revela que o comboio humanitário arrancou com suprimentos médicos suficientes para assistir pelo menos 70 mil pessoas. Porém, sem o material retirado, só vai ser possível auxiliar 27.500 pessoas.

De acordo com o Observatório Sírio para os Direitos Humanos, sediado em Londres, mais de 700 pessoas morreram nas últimas duas semanas em Ghouta, desde o início da ofensiva das tropas de Assad contra um dos poucos enclaves ainda controlados pelos rebeldes que se opõem ao Governo de Damasco.

Depois deste período de bombardeamentos, o Exército sírio começou a avançar no terreno em Ghouta nos últimos dias. De acordo com o observatório, as tropas de Assad já controlam um terço da região.

DEIXE UMA RESPOSTA