Mãe de crianças mortas em incêndio é presa pela Polícia Civil

© Reprodução Juliana Salles foi presa no município de Teófilo Otoni, em Minas Gerais

Mãe dos meninos Kauã, de 6 anos, e Joaquim, de 3 anos, que morreram em um incêndiohá cerca de dois meses no Espírito Santo, Juliana Salles foi presa nesta quarta-feira, 20, pela Polícia Civil de Minas Gerais, por determinação do juiz André Bijus Dadalto, da 1ª Vara Criminal de Linhares (ES). O magistrado também transformou em prisão preventiva (sem prazo definido) a detenção do marido de Juliana, Georgeval Alves, preso desde abril suspeito de estuprar, agredir e depois carbonizar os dois garotos, sendo que o mais novo era seu filho biológico.

Segundo o Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES), o juiz também optou por aceitar uma denúncia apresentada pelo Ministério Público contra o casal – ambos são pastores de uma igreja evangélica na cidade.  O MP também pediu que o juiz decretasse o sigilo do processo – e foi atendido.

Em depoimento após o episódio, Georgeval Alves alegou que estava dormindo e só percebeu o fogo quando já não era mais possível salvar as crianças. Juliana Salles, participava de um congresso em Minas Gerais e não estava em casa no momento do ocorrido. Como a ação tramita em sigilo, são desconhecidas as imputações feitas a cada um pelos promotores e aceitas pelo magistrado.

DEIXE UMA RESPOSTA